Corpo de Som

A TRAVESSIA DO DESERTO PARA O CORPO DE SOM – O PROCESSO

A arte, realmente, é “uma escovação a contrapelo”!

Te eriça os pelos de emoção, te tira da ilusão de estabilidade, movimenta, incomoda, remexe por dentro, desnuda, desafina, afina e te transforma!

A escolha pela arte é um caminho irreversível, quando entramos em contato com a possibilidade de fluir na instabilidade verdadeira da vida, não cabemos mais dentro da ilusão da estabilidade, e de não podermos viver plenamente.

O processo de pesquisa do CORPO DE SOM, propunha uma “escuta” atenta e profunda às sutilezas sonoras do corpo, colocando-as como principal estratégia a ser utilizada na composição da música e da coreografia.

Mas no decorrer do processo de criação e montagem, todos os que participaram dele foram tirados do lugar “estável”. Foi uma “escovação” geral!

Foi então, que percebi que as sutilezas sonoras do corpo eram, na verdade, ruídos, melodias, vibrações e ressonâncias pessoais que surgiam a partir das conexões estabelecidas com a vida e suas circunstâncias. Sons e movimentos que revelavam a forma do fluxo da alma de cada um e do grupo.

O projeto foi aprovado em 2015, ano economicamente difícil e instável no país. Quando conseguimos recursos para iniciá-lo, descobrimos que o Naná já estava doente no segundo semestre do mesmo ano.

Precisávamos correr contra o tempo.

O músico conseguiu vir para Ribeirão em novembro de 2015 para ensaios, ocasião em que todo o material da pesquisa foi apresentado. E entre uma quimioterapia e outra, ele compunha no hospital e enviava o material para que eu pudesse acompanhar o trabalho e poder fazer intervenções.

Mas a instabilidade da vida foi mais rápida e em 09 de março de 2016 nos despedimos de Naná.

A última música que ele deixou para este espetáculo chamou de “BUQUÊ DE FLORES”.

Era tão amoroso que nos deixou flores ao partir para sua viagem, na espiral da existência.

E então, deveríamos atravessar o luto e a difícil captação no segundo e último ano fiscal do projeto. Sem recursos suficientes tivemos que interrompê-lo.

Outras surpresas e instabilidades aconteceram, um atraso de mais de um ano no repasse do que foi captado.

E o que era na verdade tudo isso? Nada mais do que a dança da vida em cima de um chão que se movimenta o tempo todo embaixo de nossos pés, a mudança!

Foi um percurso difícil e desgastante em que muitas transformações, perdas, mortes externas e internas, nascimentos e renascimentos foram acontecendo.

Porém, quando aceitamos que a maior estabilidade da vida é a sua instabilidade, nosso Corpo de Som é capaz de quebrar padrões, de se recriar, de ser livre, e assim, perpetuar o movimento da grande música da vida.

Naná reafirma com o seu corpo de som o caminho para a conexão com a Criação:

há que passar pelos 07 portais de energia;

há que expressar seus 07 dons sagrados;

há que viver os 07 desafios da existência;

há que atravessar os desertos e encontrar o oásis dentro de seu coração, de sua terra interna para florescer!

O Corpo de Som é o corpo do ser que permite que a vida flua dentro dele, pulsando, vibrando, ressoando e reverberando melodias das experiências vividas, expressando a beleza e a força da criação.

A arte não só faz parte da vida, ela é a própria vida!

Paula A. Vital dos Reis

FICHA TÉCNICA

Criação, pesquisa e direção: Paula Vital dos Reis
Coreografia: Bruno Oliveira, Fabiana Pott e Paula Vital dos Reis - com a colaboração criativa de todo o elenco
Música: Naná Vasconcelos
Assessoria na edição da trilha: Gil Jardim e Paulo Lepetit
Assistentes de direção e ensaios: Bruno Oliveira e Fabiana Pott da Silva
Cenografia: Paula Vital dos Reis
Assessoria para execução de cenário: Caio Nagano
Execução do cenário: César Augusto de Sousa (serralheria)
Figurino: Paula Vital dos Reis
Assessoria nos figurinos: André Monteiro
Confecção dos figurinos: Sidamodas
Iluminação: Michel Mika Masson
Produção Artística: Paula Vital dos Reis
Produção executiva: Isadora Silva Ávila
Assistente de Produção: Carol Palmeira Colela
Estúdios: Elo Music Produções e Edições Musicais e Nova Digital Produção Musical
Oficina para assessoria na simbologia dos sons: Kaká Werá
Cenotécnicos: Marco Antônio Cardoso e Arthur Cardoso
Identidade Visual Fotografias: André Paterlini
Arte e design gráfico: Neni Almeida Designer
Assessoria de imprensa: Verbo Nostro Comunicação Planejada
Agência de Publicidade e Marketing Digital: Folklore Comunicação e Produção
Fotografia Fotos: André Paterlini
Fotografia da Cia Dança Vida nas escolas: Tiago Morgan
Registro audiovisual Captação e edição: Atômica Filmes
Textos do Programa: Paula Vital dos Reis

ELENCO

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS

Patrícia Vasconcelos / Gil Jardim / Neni Almeida / Rodrigo Santoro / Tiago Morgan / André Paterlini / José Flausino dos Reis / Fred Nutti / Isadora Silva Ávila / Rodolfo B Becker / Caio Nagano / Paulo M Ramos / Paulo Lepetit / André Monteiro / Dânia Amaral / Nando Araújo / Gisele Ganade / Agnaldo Biffi / Rafael Ferro / Loja Maçônica União e Liberdade

AGRADECIMENTOS

À Fundação D. Pedro II / À equipe do Theatro Pedro II / À Secretaria Municipal da Cultura / À Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto / À equipe do Teatro Municipal de Ribeirão Preto / À Imprensa de Ribeirão Preto.

AGRADECIMENTOS AOS MEMBROS DA DIRETORIA DO PROJETO DANÇA VIDA:
Maria Ap. Ferreira da Silva, Frederico Jorge dos Reis, Isadora Silva Ávila, Maria Cristina Pereira da Silva, Carol A. Palmeira Colela, Lucas dos Reis Nacca e Edson Vital de Oliveira Júnior.

OUTROS AGRADECIMENTOS
Aos escritórios de advocacia: Agnaldo Biffi Sociedade de Advogados e Rafael Ferro Advogado / Ao escritório de arquitetura N2B / Ao escritório de contabilidade: Vetro Contabilidade, e a todos que ajudam a nutrir as raízes do Dança Vida, toda a equipe de profissionais e voluntários, aos artistas parceiros e amigos de todas as horas, patrocinadores, apoiadores, familiares e a todos que fazem parte das origens do projeto.

Honramos e agradecemos a todos os que participaram da primeira fase do Projeto CORPO DE SOM antes da passagem do Naná. Foi uma troca importante com muito aprendizado, que todos recebam os nossos agradecimentos.

Os bailarinos: Rony Gomes Leão / Isabela Biagiotti Lellis /Murilo Avelino dos Santos /Stephanie Mian / Júlia Mundin Pocente / Gabriel dos Reis Ferreira / Fabiano de Souza Santos / Marcos Antônio Tonin

E os mestres de ballet e dança contemporânea: Elydio Antonelli Júnior / Fernanda Cristina Monteiro Bruno / Patty Brown

MÚSICAS

A Criação (música inédita composta para o Corpo de Som)
Respire fundo e diga 33 (música inédita especialmente composta para este balé)
Buquê de flores (música inédita especialmente composta para este balé)
Hey Daba Dum
Ondas

Corpo de Som